Ataque ao islam ou Islão a nu – Para tomar consciência do terror islâmico e o atacar

Archive for Março, 2010

A besta do Islão atacou de novo no metro de Moscovo

Posted by ombl em Março 30, 2010

Ataque suicida no metro de Moscovo causa 36 mortos FONTE
Mais
Referendo Europeu Contra A Construção de Minaretes. LINK

SITE Islão: a conexão Nazista

Arábia Saudita ataca Balcãs LINK
Terrorismo Islâmico covarde e pessoal LINK___Atenção, imagens chocantes
Na Grã-Bretanha, cada vez mais muçulmanos convertidos ao cristianismo enfrentam perseguição FONTE
Muçulmanos Interrompem Construção de Duas Igrejas na Indonésia LINK
Extremistas muçulmanos na Somália matam líder cristão e incendeiam casa LINK
Bangladesh: 500 fanáticos islâmicos atacam igreja católica LINK
Casal cristão é torturado por não abandonar sua fé LINK
O Mito do crescimento do Islã LINK
Mulher árabe desafia o Islão com poema…LINK

HUMOR O Muçulmano e o Alentejano Leia o resto deste artigo »

Posted in assassinos, Crimes, Crimes erros e violência no alcorão e no islão, extremistas, fanatismo, Islamismo, Islão, jihad, muçulmanos, politica, religião, terror, terrorismo | Leave a Comment »

Camelos!

Posted by ombl em Março 29, 2010

“Bruxelas escolheu Tripoli em vez de Berna‘ in Tribune de Genève ”

Fonte

Posted in Islão | Leave a Comment »

Filip Dewinter lança livro polémico sobre o Islão

Posted by ombl em Março 29, 2010

O líder do Vlaams Belang, Filip Dewinter, lançou um livro, chamado Inch´Alá, que alerta sobre os perigos do islamismo na Europa.

Em entrevista ao jornal Gazet van Antwerpen, Dewinter disse acreditar que a imigração em massa e a islamização correspondem à terceira invasão islâmica à Europa (a última foi em 1683, na Batalha de Viena). Além disso, disse que o multiculturalismo é como a AIDS, está enfraquecendo o corpo europeu e destruindo a sua identidade nacional. Dewinter também chamou para uma parada na imigração, uma vez que, em Antuérpia, mais de um terço dos alunos das escolas são muçulmanos e 17% de toda a população também o é.

GvA: Em seu livro você esboça um futuro negro. Não tinha sido melhor aparecer com um projecto positivo?

Dewinter: “No final do livro eu explico como a Europa pode mudar a maré desta terceira invasão islâmica, como Charles Martel fez em 732 em Poitiers, e como aconteceu novamente em 1683, na batalha de Viena. Eu sei que eu estou furando meu pescoço para fora (gíria), mas nós precisamos realmente parar o “multiculturalismo” e ousar comunicar a superioridade da nossa civilização. A Europa é um continente de cidadelas e catedrais, não de mesquitas e minaretes”.

[…]

GvA: “Islamofobia é um dever”, você diz. E ainda você diz que não quer provocar. Você realmente quer dizer isso?

Dewinter: “Mais uma vez: eu quero provocar debate. Um estudo recente da KU Leuven mostra que a população flamenga tem uma visão muito crítica do Islão. Mas aqueles que expressam abertamente essa crítica são imediatamente acusados de racismo e islamofobia, enquanto você recebe um prêmio se insultar a Igreja Católica. A esquerda prefere um minarete em seu jardim a um crucifixo em sua cozinha. Se essa crítica por mim é chamada de islamofobia, então eu digo: a islamofobia é um dever”.

O interessante é que, desde o início dos anos 90, bem antes dos grandes atentados terroristas, Filip Dewinter já havia alertado sobre os perigos do islamismo e sua incompatibilidade com o mundo ocidental.

Algumas frases presentes no livro Inch´Alá:

“O envelhecimento da ilha europeia é cercado por um oceano de jovens e pobres cidadãos do terceiro mundo. Nós temos que ter, portanto, uma política demográfica que coloque a família no centro”.

“A imigração de países islâmicos deve parar. E nós temos que cortar os muslos na Europa de mensagens de ódio em canais de televisão fundamentalistas radicais e sítios internéticos”.

“Críticas do Islão automaticamente levam a acusações de racismo e xenofobia. Como críticas de uma ideologia política são sinônimo de islamofobia, então eu considero islamofobia um dever”.

A guerra étnico-religiosa já começou
“Os conflitos nos subúrbios parisienses e motims da AEL em Antuérpia ilustram: nós estamos no começo de uma guerra civil étnico-religiosa, tendo como seu objetivo o futuro da Europa”.

“O Corão é uma licença para matar”.

“O Islão é somente uma religião de paz e tolerância para os próprios muçulmanos. O Corão explica que todos os seus seguidores têm a obrigação de praticar a jihad, empreender uma guerra santa”.

“A sociedade multi-cultural é similar à AIDS, afeta a resistência da identidade europeia. O estabelecimento de uma Eurábia monocultural será o fim da cultura europeia”.

“O presidente argelino Bouméddienne disse em 1974: “A vitória será decidida no ventre de nossas mulheres. Mulheres muslas darão nascimento a mais filhos e criarão uma bomba-relógio demográfica na Europa””.

No entanto, Dewinter entende que a maioria dos muçulmanos não adere a tendências radicais. “Mas, infelizmente, eles não têm nada a dizer nisto, porque a maioria das mesquitas têm por muito tempo estado nas mãos dos radicais”.

Dewinter prevê um futuro negro para a Europa, e se refere à Batalha dos Poitiers e a Batalha de Viena para clarificar como a Europa pode reverter a “terceira invasão”.

“Nós precisamos realmente parar o “multiculturalismo” e ousar comunicar a superioridade da nossa civilização. A Europa é um continente de cidadelas e catedrais, não de mesquitas e minaretes”.
Fonte
Mais
Arábia Saudita está financiando extremistas islâmicos nos Bálcãs
Notícia de hoje do Sunday Times mostra que o governo da Arábia Saudita está derramando centenas de milhões de dólares para grupos islamitas radicais na região dos bálcãs, principalmente na Macedônia. Inclusive, muitas mesquitas moderadas estão sendo tomadas por clérigos radicais que pregam o ódio contra o Oeste e Israel e até mesmo recrutam extremistas para lutarem no Afeganistão. Na Bósnia, as organizações sauditas deram mais de £450 milhões (mais de R$ 1 bilhão) para construir mais de 150 mesquitas e centros islâmicos. Recente reportagem de um sítio da região disse que, a cada quilômetro das cidades bósnias, há uma mesquita, fazendo-nos acreditar que o país seja uma república islâmica, quando na verdade metade da população é cristã. O governo saudita trabalha através de suas “agências de caridade”.

Na Bósnia, todas as batidas das agências de segurança nestas organizações islâmicas radicais têm achado bombas, granadas, rifles e armas em geral.

As agências de aplicação da lei da Macedônia alertam que a União Europeia e os Estados Unidos têm falhado em reconhecer o crescente problema do extremismo islâmico nos bálcãs.

É claro que isso é culpa dos próprios Estados Unidos e da União Europeia, que, com todas as suas forças, dissolveram a Iugoslávia, criando dois países muçulmanos na região. Os próprios Estados Unidos e União Europeia lutaram junto com os mujahideens na Guerra da Bósnia e em Kosovo, duas guerras imorais e ilegais. Eu duvido se isso teria acontecido se não tivesse havido a intervenção dos Estados Unidos, ONU e União Europeia em favor dos muçulmanos nos anos 90.
Fonte

Posted in Islão | Leave a Comment »

Europa e a besta do Islão

Posted by ombl em Março 27, 2010

Europa e Islão, “Conquistar a Europa é uma ideia banalizada no mundo islâmico”

Alexandre del Valle em entrevista ao i no dia em que apresentou o seu novo livro: “A Islamização da Europa”.

Publicado em 11 de Março de 2010 (jornal “i”, Informaçào).

“A Europa tem medo e decide unilateralmente que não quer inimigos”, diz Alexandre del Valle.

Aprendiz de artes marciais  tem sempre em mente o lema do seu mestre: “Se queres atacar, prepara-te para ser atacado.” Filho de pai siciliano, que viveu na Tunísia, e de mãe espanhola, que viveu na Argélia, viu a família ser expulsa do Magrebe na década de 60 do século passado. Alexandre del Valle não guarda ressentimentos nem ódios, mas o episódio levou-o a aprofundar os estudos sobre o mundo muçulmano e o islão. Fundador da Direita Livre – corrente política no partido UMP muito influente junto do presidente francês Nicolas Sarkozy -, é jornalista e um dos mais reputados académicos italo-franceses. Polémico e controverso, Alexandre del Valle fala em discurso directo sobre os principais temas do seu novo livro “A Islamização da Europa”.

O Islão revanchista “Ainda jovem, vivi toda a revolução do Magrebe. Intrigava–me que tivessem sido expulsos não apenas os antigos colonizadores mas todos os não muçulmanos, dos ciganos aos judeus. Esta revolução identitária esteve na origem do nascimento do islamismo radical. Mais tarde, numa viagem pela Sicília e pelo Sul de Espanha, entrevistei árabes que me diziam: “Temos de conquistar o Sul da Europa porque faz parte do mundo muçulmano.” E era gente simpática, moderada, não eram terroristas. Isto mostrou-me uma coisa que viria a confirmar nas minhas viagens pelo mundo árabe e muçulmano: a conquista da Europa é uma ideia totalmente banalizada. Há uma ideologia de conquista, de neo-imperialismo legitimado pelo pós-colonialismo. Nas entrevistas que fiz com muçulmanos, dizem abertamente que Deus lhes deu a oportunidade de civilizar a Europa. E, por uma conjugação de factores, este é o momento para a ofensiva.”

A decadência europeia “A civilização europeia, à semelhança da Igreja Católica, está a morrer porque sofre do vírus da culpabilização, esse vírus potente de que Sun Tzu (estratego militar chinês) já falava. A Europa sente ódio por si mesma. A Europa tem medo, está velha e decide unilateralmente que não quer ter inimigos. É um continente hedonista e relativista. Em sentido contrário, o islão é vigoroso e não oferece dúvidas – o segredo do crescimento de uma religião é mesmo esse: oferecer certezas e não dúvidas. Esta fragilidade psicológica europeia, aliada à dependência económica e energética de antigos países colonizados, ajudam à formulação da Eurábia. A Eurábia é esse futuro que resulta do convite constante à islamização. Que ninguém tenha dúvidas: não há nada que tente mais a agressividade islâmica que a nossa debilidade.”

A eurábia e os seus aliados “Mais que a culpabilização, há outros elemento que facilitam a penetração do islão. É uma aliança improvável – porque um muçulmano odeia um ateu e um marxista abomina um islamita -, mas a esquerda e o islão têm o mesmo objectivo: destruir as sociedades judaico- -cristãs. Quando todos os partidos de esquerda catalogam outras lideranças políticas como fascistas ou nazis sempre que se fala de imigração, estão a dar uma ajuda incalculável à penetração do islão na Europa. A imigração não controlada e a lei do reagrupamento familiar – que permite uma colonização das sociedades livres, como a Holanda ou a Bélgica – actuam no mesmo sentido.”

Suíça: Relógios, chocolate e confronto “Ao proibir a construção de minaretes na constituição, a Suíça foi um agente de aceleração histórica. A Suíça é a prova de que a Europa tem de enfrentar organizações islâmicas muito bem preparadas do ponto de vista psicológico. Estas usam a estratégia da escalada: radicalizam uma reivindicação para forçar a sociedade a aceitar uma outra reivindicação anterior.”

Holanda entre dois males A comunidade islâmica na Holanda tem estado debaixo de fogo desde o assassinato de Pim Fortuyn – líder populista de direita – e do realizador Theo van Gogh. A direita anti-imigração de Geert Wilders (que compara o Alcorão com o Mein Kampf) cavalga a onda e o partido pode ser uma das três forças mais votadas nas legislativas antecipadas. A esquerda holandesa apressa-se a denunciar a direita “fascista”. “Há aqui uma confusão semântica grave: uma coisa são os movimentos populistas anti-imigração e outra os partidos fascistas. A extrema-direita não é uma ameaça por agora, mas é obvio que ela vive do medo e do descontentamento que muita imigração tem gerado. Mas se continuamos a chamar fascista a uma ideia democrática de controlo pela imigração, um dia é bem possível que uma ideia verdadeiramente fascista surja com a cobertura democrática.”

Alexandre del Valle est géopolitologue, auteur de nombreux articles et ouvrages dont “Le Totalitarisme Islamiste” et “Le Dilemme Turc” parus aux éditions des Syrtes.

Humor

Posted in Alcorão, assassinos, bin laden, Crimes erros e violência no alcorão e no islão, extremistas, Islamismo, Islão, Maomé, muçulmanos, terror, terrorismo | 2 Comments »

“Filho do Hamas” luta contra “o deus do islamismo”

Posted by ombl em Março 25, 2010

Vídeo completo e  traduzido em Português aqui e aqui no Youtube por partes

Traduzido por Julio Severo Fonte  Art Moore © 2010 WorldNetDaily
“Não estou aqui lutando contra muçulmanos. Estou lutando Leia o resto deste artigo »

Posted in Islão | Leave a Comment »

O discurso de Allen West legendado em português

Posted by ombl em Março 17, 2010

Link O discurso de Allen West legendado em português
Vídeo – Allen West in Portuguese

Posted in Islão | Leave a Comment »

A besta continua a ameaçar Espanha e Portugal

Posted by ombl em Março 16, 2010


Um pequeno e precioso vídeo. Logo nos primeiros segundos, o xeque Ali Al-Faqir expõe, com Leia o resto deste artigo »

Posted in Islão | Leave a Comment »

Abel xavier no seu pior

Posted by ombl em Março 16, 2010

how and who convert to ISLAM ou Abel Xavier no seu pior


9/11 visto pelos muçulmanos

Posted in Humor - umor, Islão | Leave a Comment »

Alá É O Maior Terrorista

Posted by ombl em Março 16, 2010

Alá É O Maior Terrorista

O Deus do Islão é o “maior terrorista”, afirma o filho de um líder do Hamas.

Mosab Hassan Yousef declarou à agência de noticias AP que Leia o resto deste artigo »

Posted in Islão | Leave a Comment »

Site “O Fim do Islamismo!”

Posted by ombl em Março 14, 2010

Site “O Fim do Islamismo!” — e —       O “deus” Assassino do Islã!

Islamismo: Covardes e Assassinos

Posted in Islão | Com as etiquetas : | 6 Comments »

0 Multidão de Muçulmanos Ataca Cristãos Coptas.

Posted by ombl em Março 14, 2010

Multidão de Muçulmanos Ataca Cristãos Coptas.

O Islão vive no esgoto

Estavam reunidos a rezar quando o ataque ocorreu. Encontravam-se 4 Leia o resto deste artigo »

Posted in Islão | 2 Comments »

São Tomás de Aquino sobre o Islão

Posted by ombl em Março 13, 2010

Maomé seduziu os povos prometendo-lhes Leia o resto deste artigo »

Posted in Islão | 1 Comment »

José Rodrigues dos Santos e o seu livro

Posted by ombl em Março 8, 2010

” E se o verdadeiro Islão for o Islão terrorista?”

Programa Câmara Clara da RTP2 – Entrevista a José Rodrigues dos Santos sobre o seu livro “Fúria Divina”. ___1ºink ___   2º link para o vídeo do programa.

Posted in Islão | 1 Comment »