Ataque ao islam ou Islão a nu – Para tomar consciência do terror islâmico e o atacar

Filip Dewinter lança livro polémico sobre o Islão

Posted by ombl em Março 29, 2010

O líder do Vlaams Belang, Filip Dewinter, lançou um livro, chamado Inch´Alá, que alerta sobre os perigos do islamismo na Europa.

Em entrevista ao jornal Gazet van Antwerpen, Dewinter disse acreditar que a imigração em massa e a islamização correspondem à terceira invasão islâmica à Europa (a última foi em 1683, na Batalha de Viena). Além disso, disse que o multiculturalismo é como a AIDS, está enfraquecendo o corpo europeu e destruindo a sua identidade nacional. Dewinter também chamou para uma parada na imigração, uma vez que, em Antuérpia, mais de um terço dos alunos das escolas são muçulmanos e 17% de toda a população também o é.

GvA: Em seu livro você esboça um futuro negro. Não tinha sido melhor aparecer com um projecto positivo?

Dewinter: “No final do livro eu explico como a Europa pode mudar a maré desta terceira invasão islâmica, como Charles Martel fez em 732 em Poitiers, e como aconteceu novamente em 1683, na batalha de Viena. Eu sei que eu estou furando meu pescoço para fora (gíria), mas nós precisamos realmente parar o “multiculturalismo” e ousar comunicar a superioridade da nossa civilização. A Europa é um continente de cidadelas e catedrais, não de mesquitas e minaretes”.

[…]

GvA: “Islamofobia é um dever”, você diz. E ainda você diz que não quer provocar. Você realmente quer dizer isso?

Dewinter: “Mais uma vez: eu quero provocar debate. Um estudo recente da KU Leuven mostra que a população flamenga tem uma visão muito crítica do Islão. Mas aqueles que expressam abertamente essa crítica são imediatamente acusados de racismo e islamofobia, enquanto você recebe um prêmio se insultar a Igreja Católica. A esquerda prefere um minarete em seu jardim a um crucifixo em sua cozinha. Se essa crítica por mim é chamada de islamofobia, então eu digo: a islamofobia é um dever”.

O interessante é que, desde o início dos anos 90, bem antes dos grandes atentados terroristas, Filip Dewinter já havia alertado sobre os perigos do islamismo e sua incompatibilidade com o mundo ocidental.

Algumas frases presentes no livro Inch´Alá:

“O envelhecimento da ilha europeia é cercado por um oceano de jovens e pobres cidadãos do terceiro mundo. Nós temos que ter, portanto, uma política demográfica que coloque a família no centro”.

“A imigração de países islâmicos deve parar. E nós temos que cortar os muslos na Europa de mensagens de ódio em canais de televisão fundamentalistas radicais e sítios internéticos”.

“Críticas do Islão automaticamente levam a acusações de racismo e xenofobia. Como críticas de uma ideologia política são sinônimo de islamofobia, então eu considero islamofobia um dever”.

A guerra étnico-religiosa já começou
“Os conflitos nos subúrbios parisienses e motims da AEL em Antuérpia ilustram: nós estamos no começo de uma guerra civil étnico-religiosa, tendo como seu objetivo o futuro da Europa”.

“O Corão é uma licença para matar”.

“O Islão é somente uma religião de paz e tolerância para os próprios muçulmanos. O Corão explica que todos os seus seguidores têm a obrigação de praticar a jihad, empreender uma guerra santa”.

“A sociedade multi-cultural é similar à AIDS, afeta a resistência da identidade europeia. O estabelecimento de uma Eurábia monocultural será o fim da cultura europeia”.

“O presidente argelino Bouméddienne disse em 1974: “A vitória será decidida no ventre de nossas mulheres. Mulheres muslas darão nascimento a mais filhos e criarão uma bomba-relógio demográfica na Europa””.

No entanto, Dewinter entende que a maioria dos muçulmanos não adere a tendências radicais. “Mas, infelizmente, eles não têm nada a dizer nisto, porque a maioria das mesquitas têm por muito tempo estado nas mãos dos radicais”.

Dewinter prevê um futuro negro para a Europa, e se refere à Batalha dos Poitiers e a Batalha de Viena para clarificar como a Europa pode reverter a “terceira invasão”.

“Nós precisamos realmente parar o “multiculturalismo” e ousar comunicar a superioridade da nossa civilização. A Europa é um continente de cidadelas e catedrais, não de mesquitas e minaretes”.
Fonte
Mais
Arábia Saudita está financiando extremistas islâmicos nos Bálcãs
Notícia de hoje do Sunday Times mostra que o governo da Arábia Saudita está derramando centenas de milhões de dólares para grupos islamitas radicais na região dos bálcãs, principalmente na Macedônia. Inclusive, muitas mesquitas moderadas estão sendo tomadas por clérigos radicais que pregam o ódio contra o Oeste e Israel e até mesmo recrutam extremistas para lutarem no Afeganistão. Na Bósnia, as organizações sauditas deram mais de £450 milhões (mais de R$ 1 bilhão) para construir mais de 150 mesquitas e centros islâmicos. Recente reportagem de um sítio da região disse que, a cada quilômetro das cidades bósnias, há uma mesquita, fazendo-nos acreditar que o país seja uma república islâmica, quando na verdade metade da população é cristã. O governo saudita trabalha através de suas “agências de caridade”.

Na Bósnia, todas as batidas das agências de segurança nestas organizações islâmicas radicais têm achado bombas, granadas, rifles e armas em geral.

As agências de aplicação da lei da Macedônia alertam que a União Europeia e os Estados Unidos têm falhado em reconhecer o crescente problema do extremismo islâmico nos bálcãs.

É claro que isso é culpa dos próprios Estados Unidos e da União Europeia, que, com todas as suas forças, dissolveram a Iugoslávia, criando dois países muçulmanos na região. Os próprios Estados Unidos e União Europeia lutaram junto com os mujahideens na Guerra da Bósnia e em Kosovo, duas guerras imorais e ilegais. Eu duvido se isso teria acontecido se não tivesse havido a intervenção dos Estados Unidos, ONU e União Europeia em favor dos muçulmanos nos anos 90.
Fonte

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: