Ataque ao islam ou Islão a nu – Para tomar consciência do terror islâmico e o atacar

MARCO POLO… UM ISLAMÓFOBO?

Posted by ombl em Abril 30, 2010

Nas suas viagens pelo Oriente, o famoso embaixador, mercador e explorador veneziano observou míriades de gentes exóticas, descreveu o que viu e, durante muito tempo, foi das poucas fontes ocidentais para o conhecimento dos povos asiáticos.

Um homem viajado, este. Aberto ao mundo, ao conhecimento do Outro… na sua obra «Viagens de Marco Polo», criticou frequentemente vários cristãos que encontrou pelo caminho, e, por outro lado, elogiou alguns muçulmanos.
Elogiou hindus, também. Diz dos brâmanes (casta sacerdotal) da Índia que são «muito honoráveis», que «odiavam a batota e tirar bens aos outros, notáveis pela sua virtude de se satisfazerem em ter apenas uma esposa.»
Refere, entretanto, dois governantes muçulmanos como sendo muito justos e apreciados por toda a gente.

Mas depois diz o seguinte do Islão (a propósito dos muçulmanos de Tauris, no actual Iraque):

«De acordo com a sua doutrina, o que quer que seja roubado aos que têm uma fé diferente, é justamente roubado, e o furto não é crime; enquanto isso, os que são feridos ou mortos por mãos cristãs, são considerados mártires. Se, portanto, não fossem proibidos e restringidos pelos poderes que agora os governam, iriam cometer muitos ultrajes. Estes princípios são comuns a todos os Sarracenos.»(p. 63)

Então mas, mas… então afinal o Islão não era a religião da paz?… Então afinal a culpa das Cruzadas não era dos malandros dos Ocidentais fanáticos?? Então afinal o mundo islâmico não era nesta altura um exemplo, o exemplo!!!!!, da iluminação, da tolerância, da civilização, do requinte, de tudo-quanto-é-bom?????!!!!

Está-se mesmo a ver que este Polo também era um agente Mossad/CIA e islamófobo, ou então racista de algum partido neo-nazi…

Ora dita o acaso, calhou, foi, aconteceu, coisas da vida, que o Alcorão tem um capítulo inteiro intitulado à base do Saque (Surat al-Anfal), e que as campanhas militares de Mafoma incluíam frequentemente o saque aos infiéis; quanto à ideia do mártir em nome da fé, diz o dicionário Hans Wehr Árabe-Inglês que o termo «shahid» («mártir») se traduz como «quem morre em batalha contra o infiel».

Marco Polo, …, conta depois o caso de um certo Achmath (talvez um «Ahmed»), muçulmano que tinha grande influência junto do líder imperial mongol Cubilai Can. Achmath, sem o conhecimento de Cubilai, costumava abusar dos não muçulmanos conquistados pelas tropas mongóis: condenava à morte quem lhe apetecia, roubava e, mais notoriamente, ele e os seus filhos violavam e raptavam regularmente inúmeras mulheres. Acabou por ser assassinado. Quando Cubilai soube dos crime dele, «resolveu prestar atenção à doutrina da seita dos Sarracenos, que desculpava todos os crimes, sim, até mesmo o assassínio, quando cometido contra quem não fosse da sua religião. E vendo que esta doutrina tinha conduzido o amaldiçoado Achmath e seus filhos a agir sem qualquer sentido de culpa, o Can demonstrou o maior repúdio por ela. Reuniu então os sarracenos e proibiu-os de fazer muitas das coisas que a sua religião permitia. »(p.173).

Outro islamófobo, este bárbaro mongol…

Bem, até é verdade que há no Alcorão a ordem para guerrear e matar os infiéis que não se queiram converter (8:39, 9:5, 9:29), e parece que a posse de escravos infiéis, mulheres em particular, está bem codificada no Islão…

Marco Polo, obedecendo criteriosamente à campanha de difamação do Islão organizada por Telavive, fez também notar que os jovens muçulmanos eram frequentemente aliciados pelos líderes muçulmanos com a ideia do paraíso para os mártires – e forneceu detalhes sobre os assassinos shia que dedicavam as suas vidas a aterrorizar e a assassinar os oponentes.

Notas soltas:
– o califa de Bagdad … – «os seus pensamentos quotidianos eram dedicados a converter ao Islão os que residiam nos seus domínios ou, caso recusassem, a tirar-lhes os bens e a condená-los à morte» (p. 59);
– «os muçulmanos odeiam visceralmente os cristãos» (p.316)…Fnt

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: