Ataque ao islam ou Islão a nu – Para tomar consciência do terror islâmico e o atacar

Muçulmanos já queimaram e queimam o corão

Posted by ombl em Setembro 10, 2010

1. O dia da Queima foi inventada por Otman, o Terceiro Califa
2. Os próprios muçulmanos radicais queimam corões de outras seitas Islâmicas e ninguém protesta. (veja nesta pagina de discussão)
3. O próprio Alcorão se QUEIMA.

Artigo completo aqui: O Rafik concorda ou não com a queima do Alcorão? Não, eu não concordo com a queima do Alcorão e acho que não ha necessidade de se fazer isso.

As razoes são simples, o Alcorão oferece uma grande evidencia contra si mesmo. O próprio Alcorão SE QUEIMA como livro divino. Então, não ha necessidade de QUEIMAR ALCORÕES. Em outras palavras, eu não estou de acordo com o DIA da QUEIMA DO ALCORÃO porque:

  1. O dia da Queima foi inventada por Otman, o Terceiro Califa
  2. Os próprios muçulmanos radicais queimam Alcorões de outras seitas Islâmicas e ninguem protesta. (veja nesta pagina de discussão)
  3. O próprio Alcorão se QUEIMA.

O Alcorão para mim não tem nenhum valor espiritual, mas certamente eu não o destruiria em PUBLICO e o leria para poder combater os ensinos erróneos do Islamismo. Mas se um muçulmano te oferecer um Alcorão e se voce quiser se desfazer dele, o que voce faz? Joga no lixo, queima? Como voce se desfaz de um Alcorão?

Isso depende de cada um. Seja o que for que voce fizer, sempre voce acabara irritando um muçulmano. Devemos FOCAR, não tanto naquilo que o Pastor Jones esta propondo, mas sim na REACÃO ISLAMICA. Sera que eles são capazes de dialogar sem optar para a violencia?

O protesto Islâmico, se deve a que alguns Cristãos resolveram protestar contra a violencia Islâmica de uma forma mais forte, porem pacifica. Muitos poderão ser tentados a pensar que o Pastor Jones foi o primeiro a ter tido a idéia de queimar o Alcorão, mas a pratica é muito antiga. Aprendemos através da historia do Islamismo que já houveram outros “Dia de Queimar o Alcorão”. A própria historia Islâmica expõe a hipocrisia dos muçulmanos. Já ate houveram casos onde os próprios muçulmanos queimaram Alcorões para poderem CULPAR os outros. Vejamos e aprendamos da historia do Alcorão resumidamente:

Quando Maomé morreu, o Alcorão não existia em forma de livro, ele estava na mente dos seus seguidores, e alguns escreveram os versos em folhas, peles etc. O povo que havia memorizado o Alcorão estava morrendo nas batalhas, muitos e muitos capítulos foram perdidos nestas batalhas. Então Abu Bakr resolveu coletar o que sobrou do Alcorão em UM LIVRO. Zaid ficou responsável pela tarefa. Logo apos, as pessoas começaram a copiar os seus próprios MANUSCRITOS do Alcorão. Com isso aconteceram grandes discussões sobre o que deveria fazer parte do Alcorão e o que deveria ficar de fora. Foi ai que Otman decidiu fazer uma copia padronizada. NO entanto, Ibn Masud tinha 111 Suras no seu Alcorão, enquanto Ubai tinha 116 Suras, e o Alcorão atual somente tem 114 Suras.

Quando examinamos a historia Islâmica aprendemos que o DIA de Queimar o Alcorão (ORIGINAL) foi patrocinado pelo próprio Califa Otman ou Uthman. Leia em Bukhari Volume 6, livro 61, Numero 510:

“…Uthman enviou para cada província Muçulmana uma cópia do que eles haviam copiado e ordenou que todos os outros materiais do Alcorão, quer fossem fragmentos de manuscritos ou cópias completas, fossem queimados…”

Se voce achou que o Pastor Jones introduziu a novidade de se QUEIMAR ALCORÃO, voce se enganou. Foram os próprios muçulmanos que inventaram este dia. Mas a pergunta chave que devemos nos perguntar é: POR QUE Otman o Terceiro Califa do Islamismo, decidiu QUEIMAR todo este “precioso material” histórico?

Encontramos também em outra coleção de tradições, chamada Sahih Muslim a seguinte historia: Sahih Muslim 2286

“…Eles recitaram o Alcorão e ele disse: Voces são os MELHORES entre os habitantes de Basra, porque vocês são os recitadores entre eles. Então continue a recita-lo, (Mas tenha em mente) que a sua recitação durante muito tempo poderá endurecer os vossos corações, assim como foram endurecidos os corações daqueles antes de vos…”

Estes primeiros muçulmanos diziam que a recitação continua do Alcorão poderia ENDURECER OS SEUS CORAÇÕES! Voce não acha isso interessante? Mas a historia continua a dar-nos mais detalhes sobre o Alcorão.

“Nos costumávamos recitar uma SURA que se parecia em extensão e severidade da Sura Baraat. No entanto, EU ME ESQUECI dela, exceto daquilo que eu me lembro dela (da Sura): “Se houvessem dois vales cheios de riquezas, para o filho de Adão, ele desejaria um terceiro vale, e nada encheria o estomago do filho de Adão senão areia”. E nos costumávamos recitar a sura “slirah” que se parece a uma das suras Musabbihat, e eu me ESQUECI dela, mas me lembro este tanto dela: “Oh povo que crê, por que vocês dizem o que vocês não praticam…”

Nesta historia encontramos uma pista do por que Otman INSTITUIU O DIA DE QUEIMAR O ALCORÃO. Aqui diz claramente que os muçulmanos tinham se ESQUECIDO de DOIS CAPÍTULOS do Alcorão, que estão perdidos para sempre.

Um outro episodio significante aconteceu com o MELHOR RECITADOR do Alcorão na época de Maomé. A historia esta em Bukhari 6.527

“Narrado por Ibn Abbas: Omar disse, Ubai era o MELHOR na recitação do Alcorão entre nos, POREM NOS ABANDONAMOS ALGUMAS COISAS que ele recitava. Ubai disse: Eu aprendi isso diretamente da boca do Apostolo de Alla e eu não abandonarei absolutamente nada.”.

Se voce não esta acostumado com a historia Islâmica, voce talvez não saiba que Ubai era o MELHOR de todos os recitadores do Alcorão da época, ele era também um dos QUATRO MELHORES professores do Alcorão. Mas a historia fica intrigante porque diz que os muçulmanos decidiram abandonar algumas das recitações de Ubai e Ubai diz que ele não iria abandonar a sua recitação de forma alguma. Isso mostra que haviam serias divergências entre os ALCORÕES que estavam em circulação na época.

Como um outro exemplo deste tipo de distorção, vamos examinar a Sura 33:6

“Um Profeta tem mais domínio sobre os fiéis do que eles mesmos (sobre si), e as esposas dele devem ser (para eles) como suas mães.”

Porem no Alcorão traduzido por Yusuf Ali, tem uma nota de rodapé que diz o seguinte: “Em algumas Qirras, como esta de Ubai Ibn Kab, ocorre também as palavras: e Ele é o pai deles”. Voce não acha interessante que o Alcorão de Ubai tinha palavras que não fazem mais parte dos Alcorões atuais? Isso nos ensina que os Alcorões de antes não eram exatamente como os que temos hoje.

O que deixa este fato da QUEIMA DO ALCORÃO mais interessante é que o próprio Maomé disse que Ubai era um dos melhores professores do Alcorão da sua época. Bukhari Volume 6, Livro 61, Numero 521:

Narrado por Masriq: Abdullah bin Amr mencionou Abdullah bin Masud e disse: “Eu sempre amarei este homem, porque EU OUVI o Profeta dizendo assim: “Aprenda o Alcorão destes QUATRO: Abdullah bin Masud, Salim, Muadh e Ubai bin Kab.”

No livro de Ibn Saad que morreu por volta de 845 DC, “Kitab Al-Tabaqat Al-Kabir” encontramos no Volume 2 pagina 444 a seguinte citação sobre o Alcorão de Otman:

O povo é culpado de FRAUDE na LEITURA do Alcorão. Eu gosto mais de ler a recitação de acordo com a dele (Maomé) a quem eu amo mais do que a de Zayd Ibn Thabit”

Que tremenda acusação que encontramos em um dos mais renomados teólogos Islâmicos. Ele diz claramente que a LEITURA do Alcorão de Uthman é fraudulenta.

Encontramos na coleção de Jami At-Tirmidhi 3104, uma historia interessante onde o próprio bin Masud diz que ele DETESTOU a copia do Alcorão que foi preparada por Uthman (foi ele quem mandou Zaid fazer a nova copia). Ele também afirmou que os muçulmanos deveriam REJEITAR a nova copia (Mushaf) de Uthaman e deveriam GUARDAR os seus Alcorões. Este medo era fundamentado, porque Uthman já tinha destruído as copias do Alcorão. Leia a historia voce mesmo:

“Az-Zuhri disse: “Ubaidullah bin Abdullah bin Utbah informou me que Abdullah bin Masud se desagradou da copia do Musahif de Zaid bin Thabit, e ele disse: “O vocês povos Muçulmanos! Mantenham-se longe da copia do Mushaf e da recitação deste homem. Juro por Allá ! Quando eu aceitei o Islam, ele ainda estava nos lombos de um homem incrédulo” – significando Zaid bin Thabit – e foi referente a isto que Abdullah bin Masud disse: “O povo do Iraque! GUARDE o Musahif que voces tem com vocês, e os ESCONDA. Verdadeiramente Allá disse: e qualquer um que esconder algo, ele vira com aquilo que ele escondeu no dia do Julgamento. Então, encontre Allá com o Musahif.”

Esta hadith (tradição) é interessante por duas razoes: A primeira é que ela expressamente diz que Masud não gostou da copia que Uthman preparou e que os muçulmanos estavam sendo ENGANADOS com a leitura deste Alcorão atual.

Segundo lugar, o que torna esta hadith interessante foi que o achado de uma Alcorão na cidade de Sanaa entre as paredes de uma velha mesquita no Iêmen. O Alcorão estava realmente escondido e as primeiras revelações sobre ele, percebeu-se que ele era diferente do Alcorão atual. Então todo o estudo daquele Alcorão foram paralisados e ninguém tem acesso a ele hoje para estudo.

Existem muitas outras evidencias de que o Alcorão era bem diferente dos dias atuais, por isso o Califa Otman decidiu fazer uma REVISÃO e REEDIÇÃO do Alcorão. Se voce não sabia destas coisas, voce poderá perceber que Otman ordenou que todas as outras COPIAS do Alcorão fossem queimadas, porque haviam muitas divergências entre elas. Otman estandardizou o Alcorão e queimou todas as outras copias para apagar a prova do crime. Uma verdadeira “queima de arquivo” este foi o PRIMEIRO e VERDADEIRO Dia de Queimar o Alcorão.

Eu não estou de acordo com a QUEIMA DO ALCORÃO porque o próprio Alcorão se QUEIMA. No entanto eu acredito que o Alcorão é a fonte de inspiração para TODOS os atos de violência e terrorismo no Islamismo.

O Alcorão tambem inspira aos muçulmanos a:

  1. Lutarem contra os que incrédulos (quem não cre no Islamismo)
  2. Apedrejarem adúlteros e adulteras
  3. Cortar as mãos e pes dos ladrões
  4. Violencia fisica e emocional contra as esposas e mulheres
  5. Sexo com crianças que nem chegaram a menstruar
  6. Estupro de cativas de guerra
  7. Etc

Todos estes ensinos emanam diretamente da autoridade do Alcorão.

E o Pastor Jones? O gesto do Pastor Jones é simbólico. A comunidade esta dividida e muitos estão meditando no que ele esta dizendo. O Pastor Jones na verdade quer “ilustrar” que o Islamismo é justamente isso o que vocês verão no dia seguinte da queima do Alcorão.

Ele foi ameaçado de morte centenas de vezes. Os muçulmanos o estão ameaçando de queima-lo vivo se ele queimar o Alcorão. Ele é um homem corajoso em se expor. A sua vida esta em perigo. Sera que isso é uma reação aceitável? Se o Islamismo fosse uma religião pacifica, estas ameaças de morte não existiriam. Isso resume bem o que o Islamismo tem a oferecer quando é criticado: a espada.

Vocês verão que, apos a “queima do Alcorão” haverá uma explosão de ódio e terrorismo ao redor do mundo, que se for comparada ao episodio da “caricatura de Maomé”, ela parecera uma “festinha de crianças”. O Pastor Jones quer simplesmente provar que o Islamismo é do Diabo, como ele mesmo afirma.

Abraços do Rafik – www.rafikresponde.com

1ª Fonte http://jornaldedebates.uol.com.br
2ª Fonte http://rafik-rafikresponde.blogspot.com/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: