Ataque ao islam ou Islão a nu – Para tomar consciência do terror islâmico e o atacar

Archive for the ‘bin laden’ Category

Divulgados vídeos de Osama Bin Laden

Posted by ombl em Maio 7, 2011

Divulgados vídeos do servo da besta, Osama de Bin Laden, em casa

Áudio de Arnaldo Jabor sobre ossama bin laden .mp3

Outros:  Nigeria: Muslims kill 17 Christians, including wife and three children of a pastor

Egypt: Muslims attack, set fire to church, 6 dead
Bandidos muculmanos atacam Igreja e Cristãos no Cairo
La iglesia de El Cairo, envuelta en llamas tras los altercados –  Fonte

Anúncios

Posted in ben laden, bin laden, extremistas, islam, islame, Islamismo, islã, Islão, jihad, Maomé, mohammed, muçulmanos, muhammad, muhammed, osama, ossama bin laden, ossma, ossma bin laden, ousama bin laden, terror, terrorismo, usama, usama ben laden, usama bin laden | Leave a Comment »

Europa e a besta do Islão

Posted by ombl em Março 27, 2010

Europa e Islão, “Conquistar a Europa é uma ideia banalizada no mundo islâmico”

Alexandre del Valle em entrevista ao i no dia em que apresentou o seu novo livro: “A Islamização da Europa”.

Publicado em 11 de Março de 2010 (jornal “i”, Informaçào).

“A Europa tem medo e decide unilateralmente que não quer inimigos”, diz Alexandre del Valle.

Aprendiz de artes marciais  tem sempre em mente o lema do seu mestre: “Se queres atacar, prepara-te para ser atacado.” Filho de pai siciliano, que viveu na Tunísia, e de mãe espanhola, que viveu na Argélia, viu a família ser expulsa do Magrebe na década de 60 do século passado. Alexandre del Valle não guarda ressentimentos nem ódios, mas o episódio levou-o a aprofundar os estudos sobre o mundo muçulmano e o islão. Fundador da Direita Livre – corrente política no partido UMP muito influente junto do presidente francês Nicolas Sarkozy -, é jornalista e um dos mais reputados académicos italo-franceses. Polémico e controverso, Alexandre del Valle fala em discurso directo sobre os principais temas do seu novo livro “A Islamização da Europa”.

O Islão revanchista “Ainda jovem, vivi toda a revolução do Magrebe. Intrigava–me que tivessem sido expulsos não apenas os antigos colonizadores mas todos os não muçulmanos, dos ciganos aos judeus. Esta revolução identitária esteve na origem do nascimento do islamismo radical. Mais tarde, numa viagem pela Sicília e pelo Sul de Espanha, entrevistei árabes que me diziam: “Temos de conquistar o Sul da Europa porque faz parte do mundo muçulmano.” E era gente simpática, moderada, não eram terroristas. Isto mostrou-me uma coisa que viria a confirmar nas minhas viagens pelo mundo árabe e muçulmano: a conquista da Europa é uma ideia totalmente banalizada. Há uma ideologia de conquista, de neo-imperialismo legitimado pelo pós-colonialismo. Nas entrevistas que fiz com muçulmanos, dizem abertamente que Deus lhes deu a oportunidade de civilizar a Europa. E, por uma conjugação de factores, este é o momento para a ofensiva.”

A decadência europeia “A civilização europeia, à semelhança da Igreja Católica, está a morrer porque sofre do vírus da culpabilização, esse vírus potente de que Sun Tzu (estratego militar chinês) já falava. A Europa sente ódio por si mesma. A Europa tem medo, está velha e decide unilateralmente que não quer ter inimigos. É um continente hedonista e relativista. Em sentido contrário, o islão é vigoroso e não oferece dúvidas – o segredo do crescimento de uma religião é mesmo esse: oferecer certezas e não dúvidas. Esta fragilidade psicológica europeia, aliada à dependência económica e energética de antigos países colonizados, ajudam à formulação da Eurábia. A Eurábia é esse futuro que resulta do convite constante à islamização. Que ninguém tenha dúvidas: não há nada que tente mais a agressividade islâmica que a nossa debilidade.”

A eurábia e os seus aliados “Mais que a culpabilização, há outros elemento que facilitam a penetração do islão. É uma aliança improvável – porque um muçulmano odeia um ateu e um marxista abomina um islamita -, mas a esquerda e o islão têm o mesmo objectivo: destruir as sociedades judaico- -cristãs. Quando todos os partidos de esquerda catalogam outras lideranças políticas como fascistas ou nazis sempre que se fala de imigração, estão a dar uma ajuda incalculável à penetração do islão na Europa. A imigração não controlada e a lei do reagrupamento familiar – que permite uma colonização das sociedades livres, como a Holanda ou a Bélgica – actuam no mesmo sentido.”

Suíça: Relógios, chocolate e confronto “Ao proibir a construção de minaretes na constituição, a Suíça foi um agente de aceleração histórica. A Suíça é a prova de que a Europa tem de enfrentar organizações islâmicas muito bem preparadas do ponto de vista psicológico. Estas usam a estratégia da escalada: radicalizam uma reivindicação para forçar a sociedade a aceitar uma outra reivindicação anterior.”

Holanda entre dois males A comunidade islâmica na Holanda tem estado debaixo de fogo desde o assassinato de Pim Fortuyn – líder populista de direita – e do realizador Theo van Gogh. A direita anti-imigração de Geert Wilders (que compara o Alcorão com o Mein Kampf) cavalga a onda e o partido pode ser uma das três forças mais votadas nas legislativas antecipadas. A esquerda holandesa apressa-se a denunciar a direita “fascista”. “Há aqui uma confusão semântica grave: uma coisa são os movimentos populistas anti-imigração e outra os partidos fascistas. A extrema-direita não é uma ameaça por agora, mas é obvio que ela vive do medo e do descontentamento que muita imigração tem gerado. Mas se continuamos a chamar fascista a uma ideia democrática de controlo pela imigração, um dia é bem possível que uma ideia verdadeiramente fascista surja com a cobertura democrática.”

Alexandre del Valle est géopolitologue, auteur de nombreux articles et ouvrages dont “Le Totalitarisme Islamiste” et “Le Dilemme Turc” parus aux éditions des Syrtes.

Humor

Posted in Alcorão, assassinos, bin laden, Crimes erros e violência no alcorão e no islão, extremistas, Islamismo, Islão, Maomé, muçulmanos, terror, terrorismo | 2 Comments »

Muito pior do que o 11 de Setembro

Posted by ombl em Agosto 26, 2008

A traição que os políticos fazem às pessoas e à liberdade quando alimentam, servem e pactuam com  a besta do Islão é muito pior do que aquilo que os terroristas fizeram no 11 de Setembro e em todos os outros atentados.

Mais
Irmã morta por “honra”
Five girls buried alive for honour
Johann Hari: We need to stop being such cowards about Islam
Rápido aumento no numero de violações em Malmö, a terceira maior cidade da Suécia.
Site British Jihad and Islamic Supremacism Watch
Vídeo Entrevista com Ayaan Hirsi Ali em Português
Vídeo Muslim Terror
Lista de vídeos Ritter707’s Videos – Brigitte Gabriel

Vídeo de pat Condell legendado em português – O Islão não é uma vítima

UNDERCOVER MOSQUE (the return)

New Evidence of Extremism Unearthed at UK Mosques

Christian allah ordering muslims to Hate you and lie to you

OS CINCO PILARES (MENTIRAS) DO ISLAMISMO
ALLAH É DEUS

A maior mentira do Islamismo, a qual sustenta toda a falsidade sobre a qual se suporta, assegura que o Leia o resto deste artigo »

Posted in Alcorão, assassinos, bin laden, corão, Crimes, Crimes erros e violência no alcorão e no islão, extremistas, fanatismo, islam, Islamismo, Islão, jihad, Maomé, muçulmanos, ossama bin laden, terror | Com as etiquetas : , , , | 1 Comment »

Nova mensagem de bin Laden a ameaçar

Posted by ombl em Maio 17, 2008

»__ – Nova mensagem de Ossama bin Laden (o mau) a dar voz à besta

Mais do Islão e dos muçulmanos
»__ Professor universitário jordano incita a ataques terroristas com armas nucleares
»__ Aiatolas apelam aos mau-metanos para que rejeitem os direitos humanos
»__HAMAS reconheceu que utilizam crianças, mulheres e idosos como escudos humanos!
»__“A minha filha mereceu morrer por se apaixonar” -> O islão não admite o amor e a paixão.
»__Precisa de um Fígado? Mate um Sérvio*
»__L’Algérie ferme dix églises et traque les missionnaires
Vídeo__Il ne te viole pas, c’est ton mari

Mais links
»__Boicote esquecido a Israel, nem que seja para tratar de doentes.
»__BLASFÉMIAS – «Why do you hate us?»
»__chamada.com.br – Guerra entre o ocidente, o islão e Israel
»__Portal Ateu – A opinião de quem sabe o que está a dizer
»__ Gladius – AFINAL HAVIA CRUZADOS… TOLERANTES?…
Imagem__Aicha insulta maumé – “Que tal tomares viagra akhbar…?”

Posted in bin laden, Crimes, extremistas, fanatismo, islam, Islamismo, Islão, muçulmanos, ossama bin laden, terror | 2 Comments »

Portugal poderá ser alvo da Al-Qaeda

Posted by ombl em Maio 10, 2008

»»__Especialista espanhol diz que Portugal é alvo para a Al-Qaeda ( para o Islão)
»»__Europa é alvo prioritário da Alcaida ( do Islão) alerta investigador americano
»»__Para perito, Portugal deve levar ameaças da Al-Qaeda ( do Islão) a sério
»»__Al Qaeda ( o islamismo) em Portugal pratica crimes
»»__«Terceira geração» de terroristas (muçulmanos) preocupa Europa
»»__Garzón: Portugal atrasa equipas contra terrorismo (Islamismo)

Mais
»»»___En el año 2020 habrá guerra civil en Europa- ( ou antes se não reagirmos )
»»»___Existe um islão moderado?
»»»___Petiton: Defining the Jihadist Enemy
»»»___Árabe eleitor do Likud diz ter orgulho de Israel
»»»___O islamismo é uma religião violenta?
»»»___Boécio e a suposta ignorância vivida na Europa medieval
»»»___O ABC do poder global
VÍdeo___O Islão quer o fim da Europa.
»»»______Prophet of doom-Islam in Muhammad’s Own Words
Vídeos___ Vídeos a rever, aulas via satélite de violência islâmica contra a mulher muçulmana
»»»__El pelotón moderado – Dedicado a los que todavía creen en un Islam moderado.
»»»__Una cantante libanesa provoca una tormenta en el desierto
»»__SILENCING LEBANON!
»»__Ayaan Hirsi Ali. The Woman Who Should Have Won The Nobel Peace Prize
»»__Ayaan Hirsi Ali: sim à liberdade, não à submissão
»»__ De onde vêm os donativos para o veneno islâmico nas universidades britânicas?
»»__Fatwa ‘condena‘ à morte dois sauditas, por dizerem que cristãos e judeus não são ‘infiéis‘
»»__Aristóteles no Monte Saint-Michel, de Sylvain Gouguenheim
»»__‘A fábula da transmissão árabe do saber antigo‘ por Jacques Heers
»»__ Vídeo – The teaching of Islamofascism in the west
»»__Hamas-«Alá é o objectivo, maumé o seu modelo, e o Curão a sua constituição: A jihad é o seu caminho e a morte na senda de Alá é o mais sublime dos seus desejos»

Posted in Alcorão, assassinos, bin laden, Crimes, extremistas, fanatismo, islam, Islamismo, Islão, jihad, muçulmanos, perseguição, terror | 1 Comment »

Para tomar consciência.

Posted by ombl em Abril 25, 2007

Videos em Inglês e Francês.

Posted in Alcorão, alcuran, alkuran, assassinos, ben laden, bin laden, censura, corão, Crimes, Crimes erros e violência no alcorão e no islão, curan, extremistas, fanatismo, islam, islame, Islamismo, islã, Islão, jihad, kuran, muçulmanos, perseguição, religião | Leave a Comment »

Foto de Bin laden aos 15 anos + A agonia do Islão

Posted by ombl em Março 16, 2007

Leia o resto deste artigo »

Posted in ben laden, bin laden, extremistas, fanatismo, islam, islame, Islamismo, Islão, jihad, osama, ossama bin laden, ossma, ossma bin laden, ousama bin laden, usama ben laden, usama bin laden | 9 Comments »

Mein Kampf islâmico

Posted by ombl em Janeiro 31, 2007

Mein Kampf islâmico
Mein Kampf islâmico

Posted in assassinos, ben laden, bin laden, corão, Crimes, Crimes erros e violência no alcorão e no islão, extremistas, fanatismo, Islamismo, jihad, osama, ossama bin laden, ossma, ossma bin laden, ousama bin laden, terror, usama, usama ben laden, usama bin laden | 7 Comments »

Islão em acção

Posted by ombl em Setembro 18, 2006

O Islão em acção

Thomas Stahler

– A partir de 622: banditismo organizado por Maomé desde Medina (Arábia Saudita). Batalha de Badr onde Maomé e o seu bando assassinaram 70 homens, apoderando-se de um valiosos espólio. Múltiplos assassinatos políticos contra os adversários do profeta, numerosos ataques a judeus da região;

– 627: extermínio pelo exército de Maomé da tribo judaica Bann Qurayza (600 a 900 pessoas);

– Na mesma época: expulsão dos Nadir e o seu subsequente massacre;

– 634: invasão da Síria por Abu Bakr, morte de 4.000 pessoas na defesa das suas terras entre Gaza e a Cesareia. Campanha da Mesopotâmia: 600 mosteiros destruídos, monges assassinados, árabes monofisitas convertidos ou mortos, extermínio da população de Elam e execução de notáveis em Susa;

– 634-638: invasão de Jerusalém e destruição de igrejas seguido de pilhagens, provocando um surto de fome em 639, o qual se traduziu em milhares de mortos;

– Na Arménia, massacre da população de Euchaita;

– Assíria devastada, grandes destruições na região de Daron, no sudoeste do lago Van (Turquia). Novas expedições em 642 com massacres e escravatura;

– 643: conquista de Tripoli por Amr, pilhagem, escravatura de mulheres, assim como de crianças, em proveito do exército árabe;

– 652 a 1276: envio anual de escravos da Núbia para o Cairo;

– Cartago arrasada e os seus habitantes executados, acontecendo o mesmo na Anatólia (Turquia), Mesopotâmia, Síria, Irão e Iraque;

– Fim do século VII: conquista do Egipto por Amr b. al As, massacre de todos os habitantes de Behnesa, após o de Rayum, assim como o de Fayoum, Aboit, Nikin.

700

– 704-705: Os nobres arménios são reunidos nas Igrejas de São Gregório em Naxcawan e Xram no Azaxis e incendiadas;

– 712: conquista de Sind na Índia por Muhammad b. Qasim, massacres no porto de Debal (foz do Indus), durante três dias, entre 6.000 e 16.000 pessoas mortas em Brahminabad;

– 722: destruição de conventos e de igrejas no Egipto;

– 781: saque de Efeso (Turquia), 7.000 gregos deportados;

– Século VIII: mosteiros hindus de Kizil destruídos.

800

– 832: massacre de Coptas no Baixo Egipto após a sua revolta contra um imposto discriminatório;

– 838: tomada de Amorion e escravatura dos vencidos;

– 852-855: perseguições na Arménia;

– 884: convento de Kalilshn em Bagdade pilhado e destruído;

– Século IX: conversões forçadas em Harran;

– Século IX: massacre de cristãos em Sevilha.

900

– 903: 22.000 cristãos tornados escravos em Tessalónica;

– 924: Igreja e convento de Maria em Damas destruídos, assim como milhares de igrejas no Egipto e na Síria;

– No dobrar do ano mil: pilhagens e destruições na Índia por Mahmud de Ghazni, 50.000 homens mortos após a batalha de Sommath;

1000

– 1004: Mahmud invade Multan (Paquistão). Conversões forçadas na região de Ghor;

– 1010: Mahmud invade o reino de Dawud de Multan;

– 1010 a 1013: centenas de judeus assassinados no sul de Espanha;

– 1016: judeus chacinados em Kairouan (Tunísia);

– 1033: massacre de 6.000 judeus em Fez (Marrocos);

– 1064: conquista da Geórgia e da Arménia por Arp Arslan, massacres e escravatura;

– 1066: 4.000 judeus mortos em Granada (Espanha);

– Século XI: massacre de judeus em Fez e em Granada.

1100

– 1126: cristãos espanhóis deportados para Marrocos pelos Almorávidas;

– Por volta de 1150: perseguições em Tunes;

– 1165 e 1178: conversões forçadas de judeus no Iémen;

– 1192: no estado de Bihar (este da Índia), Muhammad Khiji massacra os monges budistas e arrasa uma grande biblioteca, destruição de templos em sarnath perto de Bénarès;

– 1198: conversões forçadas de judeus em Aden;

– Século XII: massacres de judeus na África do norte pelos Almóadas.

1200

– Por volta de 1200: perseguições de budistas;

– 1232: massacre de judeus em Marraquexe;

– 1268: massacre aquando da conquista de Antióquia (Turquia) por Baybars;

– 1291 e 1318: conversões forçadas de judeus em Tabriz (noroeste do Irão);

– Século XII: perto de Damas (Síria), a população de Safad é decapitada pelo sultão Baybars.

1300

– 1333 e 1334: conversões forçadas de judeus em Bagdade (Iraque);

– 1351: Firuz Chah dirige o norte da Índia: 180.000 escravos na sua cidade e destrói os templos hindus;

– Do século XIV ao século XVII: recolha de mais de 1/5 dos filhos das famílias da aristocracia cristã na Grécia, Sérvia, Bulgária, Arménia e Albânia, o que equivale a 8.000 a 12.000 pessoas por ano.

1400

– 1400: Tamerlão devasta Tbilissi (Georgia);

– 1403: nova expedição de Tamerlão à Georgia, massacres, destruição de aldeias e cidades;

– Início do século XV: na Mesopotâmia, massacre de 4000 pessoas em Sivas (Turquia), 10.000 em Tus, 100.000 em Saray (Turquia), 90.000 em Bagdade (Iraque) e 70.000 em Ispahan (Irão).

1600

– 1622: perseguições contra os judeus na Pérsia;

– A meio do século XVII: conversões forçadas de judeus na Pérsia;

– 1679-1680: destruição de templos em Udaipur, Chitor, Jaipur por Aurangzeb (norte da Índia);

– Século XVII: conversões forçadas na Anatólia (Turquia).

1700

– 1770 a 1786: judeus expulsos de Jeddah (Arábia Saudita), refugiando-se no Iémen;

– 1790: massacre de judeus em Tétuan (Marrocos).

1800

– 1828: massacre de judeus em Bagdade;

– 1834: pilhagem em Safed;

– 1839: conversões forçadas e massacre de judeus em Meshed (Irão);

– 1840: massacre de judeus em Damas;

– 1867: massacre de judeus em Barfurush;

– 1894, 1895 e 1896: massacre de 250.000 arménios pelos turcos;

– Século XIX: explosão de violência em Marrocos, na Argélia, Tunísia, Líbia e nos países árabes do Médio Oriente.

1900

– 1904 e 1909: 30.000 arménios chacinados em Adana;

– 1915: fim do genocídio de arménios pelos turcos, mais de um milhão de mortos.

(Nota do tradutor: muitas mais façanhas desta “religião do amor e tolerância” poderiam ser descritas, basta lembrar a invasão da Península Ibérica no ano 711, ou os mais de milhão e meio de europeus feitos escravos pelos muçulmanos entre os séculos XVI e XVIII. Porém, não é necessário revisitar muito mais a história quando nos deparamos com uma Jihad na Europa em pleno século XXI. Os atentados de Madrid (191 mortos), o massacre das crianças de Beslan (331 mortos) ou mais recentemente os ataques suicidas em Londres (52 mortos), são a prova viva de que o Islão, essa religião agressiva e estranha à Europa, quer voltar a impor-se no nosso continente, resultado de uma frustração secular, já que os muçulmanos nunca aceitaram bem a derrota em Covadonga, ou a de Lepanto, ou mesmo a de Viena, só para citar algumas.)


Fonte: http://www.causaidentitaria.org/islaoaccao.html

Posted in Alcorão, alcuran, alkuran, ben laden, bin laden, corão, curan, islam, islame, Islão, jihad, kuran, Maomé, maomet, mohammed, muhammad, religião | Comentários Desativados em Islão em acção

Osama Bin Laden – pedido de perdão ao mundo

Posted by ombl em Agosto 30, 2006

Queira Deus que  Ossama Bin Laden pense ou venha a pensar e a dizer isto:

Ossama Bin Laden

Pedido pessoal de perdão ao mundo.

Venho por este meio pedir sinceras desculpas e perdão por todo o mal que pensei e fiz.

Compreendam que nasci numa cultura de miséria e de escravatura e que para se justificar e existir criou e cria guerras internas e externas contra tudo e contra todos.

Estou agora a começar a tomar consciência de toda essa realidade.

Peço a todos que me ajudem nesta muito grande, nobre e árdua tarefa.

Deus é grande.

Deus criou Todo o universo e toda a vida que nele existe.

Nunca devemos destruir o que Deus criou !”

——————————————————————————

Nota:

Esta declaração é um sonho.

Mas os sonhos comandam a vida.

E os bons sonhos fazem o mundo melhor.

Osama Bin Laden foi o que foi e fez o que fez, porque ninguém lhe deu outras perspectivas do passado, do presente e do futuro. Se ele tiver outras informações pensará e agirá de outro modo.

——————————————————————————-

Site Meter

Counter Stats
quit smoking
quit smoking Counter


Posted in ben laden, bin laden, desculpas, jihad, osama, ossama bin laden, ossma, ossma bin laden, paz, perdão, religião, usama, usama ben laden, usama bin laden | 7 Comments »